Translate this!

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Ser gay tá na moda?


Durante toda a minha infância e boa parte da minha adolescência estive em conflito com a minha sexualidade, de certa forma eu achava que era errado e buscava meios para me esconder, disfarçar e corrigir sei lá o que. Mas buscava alguma coisa que resolvesse definitivamente a minha situação e eu pudesse ser como os outros garotos “normais”. Chorei muito, sofri bastante, tive amores platônicos por outros garotos, amores estes que não podia revelar a ninguém, nem a mim mesmo. Filho de pais evangélicos cresci ouvindo o quão demoníaca seria a minha orientação sexual, e como os pederastas sofreriam atormentados pela eternidade no inferno. De alguma forma eu teria que tirar o demônio do meu corpo antes que fosse tarde demais para salvar a minha alma.

Não muito tempo depois da minha adolescência, pra ser exato hoje no auto dos meus 25 anos de idade, fico até feliz em ver como a mídia tem tratado a questão da sexualidade deixando de lado personagens caricatas como a extinta Vera Verão, e incluindo personagens homossexuais (masculinos ou femininos) em seus filmes, novelas, seriados e afins. Tratando de um tema desnecessariamente polêmico com certa delicadeza, e aos poucos vem se introduzindo na sociedade a ideia da liberdade sexual. O problema é que essa inserção foi banalizada, hoje em dia as pessoas esqueceram as questões cívicas partindo direto para a parte comercial da coisa. Bem.. Corrijam-me se eu estiver errado, mas acho que tudo isso começou com a banda adolescente T.A.T.U. Composta por duas cantoras russas supostamente lésbicas e namoradas, indo direto ao ponto, a banda perdeu popularidade devido ao fato das cantoras não serem lésbicas e isto as estariam incomodando. Porém uma vez que o pote de ouro no fim do arco-íris é descoberto ninguém quer ficar sem a sua parte, e logo outros artistas resolveram assumir a sua “suposta bissexualidade”, o que curiosamente alavancou suas vendas, e no caso mais recente o do cantor Ricky Martin (esse nunca me enganou) trouxe o retorno a mídia.

Quero deixar aqui o meu protesto para as garotas que estão beijando garotas não por sentirem atração, e sim por que a Katy Perry disse “I Kissed a girl and i like it”, tudo que eu quero dizer é.. PORRA!!!

Vamos aproveitar o espaço que vem sendo conquistado aos poucos na mídia para conseguir respeito, e não para banalizar a nossa sexualidade de uma forma tão ridícula e comercial, eu não escolhi ser gay, eu nasci assim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários:

Afrodite disse...

Infelizmente Júnior,o que mais há no mundo são babacas!
Desconhecem que orientação sexual NASCE COM A GENTE,independente de escolha!
Acho que temos como dever aprender a respeitar desde cedo as diferenças.
Como vc bem colocou,ser desse jeito não foi escolha...foi imposição genética!
Alguém tem vergonha de olhos azuis?
Não...mas de ser gay,alguns tem...
Achei o post de um alerta para esse gente babaca que se faz de gay pq o assunto está em voga!
Parabéns pelo texto!
Digno!
Beijo!

Glauber Machado disse...

Muito legal o blog
espero ver novidades e relatos.

Bis dann.

Gleicev Vitoria disse...

No mundo sempre vai existir pessoas oportunistas... Mas o bom disso tudo é que um dia a realidade virá á tona!

ah e 'I kissed a gir, and i like it' Pq eu gosto e não pq a Kate Perry disse... ahuaahau

Lucas Greenfer disse...

Meio discordo que "a sexualidade nasce com a gente". Sinto que eu quis ser bisexual, e meio que "lutei" pra conseguir esse direito. Por muito tempo fui hetero e nunca nem pensei em ficar com caras, hoje é completamente normal pra mim, mas eu tive que lutar e mutar a mim mesmo. Se eu tivesse nascido com isso não precisaria entrar em guerra comigo mesmo pra aceitar a curiosidade que se despertou em mim num dia ordinário e fatídico.


Só este tipo de texto nos proporciona abertura para debater sobre esses assuntos. Fantástico!, Parabéns! :)

Junior Healy disse...

Eu entendo o que vc quer dizer Lucas, porem vc ficou com caras pq por algum motivo a curiosidade despertou em vc, vc ficou pq vc quis.
Da mesma forma que ninguem escolhe ser hetero, ninguem escolhe ser gay ou bi, as coisas simplesmente acontecem.

Essas cantoras que se assumem lesbicas e casam com homens de uma hora para outra, de uma certa forma estão dizendo "olha eu sou lesbica e posso virar hetero!", é assim que a sociedade vai entender.
É claro que podem ser bi e casar, mas como pessoas publicas tem o dever e a obrigação de esclarescer o que se passa, e não confundir ainda mais, isso faz as pessoas acreditarem no o erroneo conceito OPÇÃO SEXUAl, Não existe opção sexual, existe ORIENTAÇÃO SEXUAL, ou seja, ou vc nasce assim ou determinados fatores te conduzem a isso.

Interessante vc ter aberto a deixa pra bissexualidade.

micheli disse...

concordo plenamente.. bom na verdade eu sou uma confusão sexual mais tbm odeio a banalização..

Joel Hallow disse...

Um nicho de mercado aberto e que todos querem pegar carona. Depois de um gay ganhar o BBB na outra edição um psicólogo assumiu em rede nacional que também o era. Assumiu??? Que nada, quis entrar na onda para ficar milionário. Um verdadeiro trouxa.

Agora é a vez das artistas simpatizantes, entre elas Wanessa (ex-Camargo) e a chata da Kelly Key.

Porém, por um lado é bom. Nunca ouvi falar tanto na temática e com isso pessoas começaram a respeitar mais e observar os gays com olhos diferentes, uma visão boa.
Mas, tudo que é moda um dia vira bosta....
Queria eu ter assistido na TV brasileira uma série igual a Queer as folk. Com certeza eu teria sido uma pessoa totalmente diferente do que sou hoje...

Cuidem-se

@JoelHallow

teleny disse...

A "onda midiática" de apoio à diversidade sexual pode ter - infelizmente - as características de... onda mesmo, ou seja: um dia ela desce, diminui, desaparece. Podemos ser como surfistas e aproveitara a onda, mas, pessoalmente, eu não depositaria tanta confiança na mídia. Ela é capaz exaltar alguém um dia e, no dia seguinte, com toda crueldade, destruir a vida desse mesmo alguém.
Abraço!
Parabéns pelo trabalho de toda Equipe!

Vida disse...

Massa disse tudo e mais um pouco, acredito sim que existem ainda muitas figuras que são literalmente ovelhas apenas seguem as TENDÊNCIAS MAIS AS ESCOLHAS DA VIDA SÃO PARA A VIDA TODA, aquele que vai pelo calor da emoção sabemos não vai muito longe.

Postar um comentário

 
Powered by Blogger