Translate this!

domingo, 31 de outubro de 2010

Violões, Vinho e Verdades.

A maresia parecia não fazer muita diferença para todos nós. Somos jovens, munidos de violões, vinho e verdades. E numa dessas conversas que vem do nada e vão pro nada uma menina da roda do lual começou a falar de um casal de lésbicas que se respeitavam muito.

O lesbianismo é admirado e idolatrado pelo meu lado machista. Já transei com várias meninas ao mesmo tempo e não conseguia ficar uma transa sem parar por pelo menos cinco minutos, embasbacado, o fino e suave toque de seio com seio, boca com batom com boca com batom. As maquiagens se misturando, os pelos se enricando e entrelaçando-se. É um espetáculo visual formidável que machista nenhum pode colocar defeito.

Essa menina da roda continuou a falar sobre o respeito entre as duas, e vi que havia algo errado com o que ela falava (e pior ainda, todos da enorme roda concordavam). Ela falou algo mais ou menos assim:

- O mais legal é que elas se respeitam muito. Nunca se beijam em público nem ficam de putaria e...

Sumariamente eu a interrompi.

- Elas se respeitam porque não se beijam em público? Não entendi o que você quis dizer.

- Sim, elas se respeitam, pois não ficam se acariciando em público.

- E o que demonstrações de afeto em público tem a ver com desrespeito? Percebeu que seu argumento é profundamente preconceituoso?

- Eu disse que elas se respeitam por que a sociedade...

Palavrinha que me deixa revoltado. Explodi.

- E O QUE A SOCIEDADE TEM A VER COM O SENTIMENTO DE UMA PESSOA COM A OUTRA?

As pessoas da roda começaram a cessar os assuntos secundários e giravam os pescoços em minha direção.

- O que eu quero dizer é que a sociedade pode achar errado e começar...

- ISSO NÃO EXISTE! A sociedade não tem nada a ver com relacionamentos pessoais! Me diz uma coisa, você é bi?

- Não.

- Então, eu sou bi, e sinceramente, eu achei esse seu comentário profundamente preconceituoso. Uma afronta à comunidade bissexual existente. Comunidade bi essa que não me encaixo muito bem, mas o importante é que-

Percebi então que todos estavam de olhos esbugalhados para mim. Uma voz ressoou de traz de alguém:

- Você é bi?

Tinha esquecido que quanto mais o tempo passa, mais complicado é ficar dentro do armário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

Amapô disse...

você é um mala sem alça...mas pros seus textos eu bato palmas!É IMPRESSIONANTE a forma como você se expressa.

Afrodite disse...

Eu bato palmas por vc se posicionar tão fortemente!
Realmente...o que a SOCIEDADE tem a ver com os sentimentos que as pessoas demonstram??
É ela quem paga as tuas contas?
Abaixo o preconceito!
Ele é ridículo!!!
Beijo!

Akira disse...

amei o post.
acho q eu reagiria da mesma forma.
Concordo tbm, quando diz que "quanto mais o tempo passa, mais complicado é ficar dentro do armário". Por ouvimos absurdos como esse diariamente, e quando fico calada, parece que estou me traido. E nas poucas vezes que respondi, acabei dizendo a mesma coisa que vc: Porra sou bi, e achei seu comentario muito preconceituoso! E dai descasco uma bronca na pessoa.
A reação é sempre a mesma.
bjo

Postar um comentário

 
Powered by Blogger