Translate this!

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Divã do SAV: Vou sair do armário e agora?

Olá pessoas, o Divã do dia foi enviado pelo leitor *Pedro que resolveu sair do armário e tem algumas dúvidas em relação comportamental com a sua nova sexualidade. Então vamos ao email:

Olá.

Tenho 30 anos e ainda não assumi minha condição de homossexual. Até hoje só me relacionei sexualmente com mulheres. O último relacionamento foi um namoro longo que quase terminou em casamento. E, devo dizer, acho que a amei realmente.

Mas o fato é que sempre me senti mais atraído por homens. Nem vou dizer que preciso experimentar para saber se vou gostar. Tenho certeza de que sim. Então estou pronto para sair do armário.

Acontece que eu não quero cometer a gafe de agir com os gays da mesma forma como estou acostumado a agir com as mulheres e dar tudo errado. Então gostaria de umas dicas, tipo:
- Os gays também gostam de receber carinho depois do sexo?
- Eles também têm necessidade de ver o parceiro ou telefonar todo santo dia?
- Eles tendem a ser mais promíscuos e avessos a compromisso do que as mulheres? Minha impressão é que sim.
- Mais alguma coisa que eu deva saber?

Eu não sou um cara grudento nem meloso, mas ainda assim sou romântico. Gostaria de um namoro de verdade e alguma fidelidade. Gosto muito de dar carinho e preciso de alguém que o aceite. Com as mulheres sempre foi assim, mas com os gays... sei não...

Obrigado. Abraços.
Então Pedro, primeiramente eu gostaria de te parabenizar pela coragem de decidir viver os seus desejos.
Gays assim como heteros (homens e mulheres) não vem com manual de instruções, somos todos seres humanos com desejos, gostos e interesses bem particulares, logo as respostas para as suas perguntas vão depender muito da personalidade dos seus parceiros.

- Os gays também gostam de receber carinho depois do sexo?
Pode ser que sim ou não mas você só vai saber se tentar, observe o comportamento do seu parceiro no pós sexo, veja se ele toma uma iniciativa carinhosa, pode ser também que ele espere que você tome essa iniciativa então faça um carinho de leve, um cafuné por exemplo e veja se ele corresponde ou gosta, lembrando também que você tem a opção de perguntar ao seu parceiro sobre suas preferências e isso é bom em qualquer relação homo ou não.

- Eles também têm necessidade de ver o parceiro ou telefonar todo santo dia?
Isso depende do grau de carência do seu escolhido e do tipo de relacionamento que você vai ter, se você não puder ou não ficar confortável com tanto apego emocional é valido ter uma conversa e chegar a um acordo sobre a frequência de contato.

- Eles tendem a ser mais promíscuos e avessos a compromisso do que as mulheres? Minha impressão é que sim.
Esse é um dos rótulos mais chulos que atribuem aos gays, a sexualidade não define o grau de promiscuidade de ninguém, essa é uma questão extremamente particular de cada pessoa sendo gay ou não. A disponibilidade para compromisso idem, se você busca um relacionamento sério deixe isso claro, é a melhor forma de encontrar pessoas que compartilhem o mesmo interesse.

- Mais alguma coisa que eu deva saber?
  
Sim!, ser gay significa única e exclusivamente sentir atração sexual por alguém do mesmo sexo, o resto é tudinho igual a todo mundo, ou seja, ser gay é só um detalhe. Suas experiências serão formadas a partir de relacionamentos com seres humanos que são passiveis de erros e acertos. Viva as suas experiências com responsabilidade e seja feliz!

*Pedro é um nome ficticio dado ao leitor que nos enviou o email.

Tá confuso, precisando de um amigo, querendo desabafar, contar um "causo", ou simplesmente pedir a opinião de estranhos sobre a sua vida pessoal?
Então envie um email com o assunto "Divã do SAV" para sexoamoreviadagens@gmail.com e participe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

Tuan Camucim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tuan Camucim disse...

Olha esse tema está obsoleto, vencido. Mas, se você está afim de caras, vá e experimente.

Postar um comentário

 
Powered by Blogger