Translate this!

quinta-feira, 30 de junho de 2011

A Tal da Cota



Hoje, leis e mais leis, obrigam que os negros tenham acesso ao ensino superior, por meio de cotas específicas do número total de vagas em que apenas pessoas de cor concorrem entre si.

Seria um equívoco se a adoção de cotas para negros nas universidades brasileiras tivesse por objetivo apenas resolver uma injustiça histórica. A universidade não é boa para isso, até porque esse não é sua função. De nada adianta adotar o regime de cotas nas universidades, se a escola elementar e a escola média continuarem na indigência em que se encontram.

Os alunos que são barrados no vestibular não o são por sua raça. Eles o são, negros ou brancos, porque não atingem o nível mínimo e básico de conhecimento para ingressar na universidade. Seu destino é decidido na precária escolaridade prévia que o inabilita para seguir adiante. A escola deficiente é apenas o reflexo de outras injustiças próprias de um país.

As cotas não dão aos negros o direito à cidadania, é um paliativo. Os negros querem escolas, querem infra-estrutura, querem a qualidade como um princípio de justiça social. Os negros querem ser cidadões sendo negros. Mas a verdadeira cura é a cidadania, a justiça e a igualdade social.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

7 comentários:

Candy disse...

Não poderia ter se colocado de forma mais digna! Acredito que a existência de cotas para negros já seja um grande preconceito. É como generalizar que todos são pobres ou burros. Todavia, nunca ouvi maior besteira. Acho que nesse caso das universidades é uma injustiça que ocorre. Um exemplo seria um negro que não se inscreveu para disputar uma vaga por cota e tirou uma nota boa, não entrar para universidade porque um que disputou por cota tirar uma nota menor que a dele... Talvez meu exemplo não tenha sido mt claro, de qualquer forma é assim que eu penso.

Bjs

Lop's disse...

Eu não concordo com essa História de "cota" se o Negro estudar ele vai passar.

Glauber disse...

Eu sou a favor da cota social p/ pessoas q estudaram na escola pública, seja branco, negro, amarelo ou indigena.

Excelente texto!

Anônimo disse...

Karolzão disse...
Realmente a base da formação de um cidadão é a educação em 1°lugar e se não teve uma adequada jamais conseguiirá ingreçar na Universidade seja ele negro ou branco. Vc escreve hiper bem e sobre um tema muito importante. Todos nós negros ou "brancos" temos o mesmo potencial e hoje em dia as oportunidades estão estampadas para todos sem haver necessidade de cotas

Ro Fers disse...

Bacana o post...
Concordo com muitos, pois todos são iguais, sejam brancos, negros, porém cada um é o que é de acordo com sua capacidade.
Hoje há muitos negros ocupando grandes cargos, níveis altissimos, como por exemplo o Barack Obama, que chegou onde chegou não porque sentiram pena dele, ou por ter lhe dado ajuda, e sim pela sua grande capacidade, esforço, empenho em seus estudos para realizar-se profissionalmente...
Forte abraço!

Piettro Pimenta disse...

@Todos: Concordo com Todos Vocês!

Bee MOvie. disse...

Será que teremos que "humanizar" o ser HUMANO? Concordo. Sua cor não vai definir o nível de sua escolaridade.

Postar um comentário

 
Powered by Blogger