Translate this!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Antes de encarar as perguntas, questione a si mesmo


Não adianta acreditar piamente que "mãe aceita", e que você pode tirar a purpurina do potinho assim derrepente. Tenha paciência, lembra quando você não queria aceitar que era gay? Seus pais tambem não vão querer logo de cara, então.. Força na peruca!

É muito importante saber o que te espera quando pensa em contar aos pais sobre sua homossexualidade, assim você pode se antecipar e desmistificar o que eles terão como preconceito. Procure saber o que seus pais pensam sobre os homossexuais, muitos deles acham que todos são promiscuos, que são pervertidos, que ser homo é sinônimo de pedofilia. Colha ao máximo essas informações, jogando conversas leves, baseadas em noticias que surgem por acaso na tv, sondando para perceber o que eles pensam, qual é o grau do preconceito deles, e tente amenizar todos esses preconceitos ao máximo, para reduzir os danos, e o tempo em que eles ficarão "trancados" para discutir sobre o assunto assim que você contar a eles.

Geralmente a primeira reação é essa mesmo, eles não vão aceitar, e vão se trancar, vão fazer de conta que não é verdade, vão até te tratar bem em alguns casos, ignorando o que você contou, fingindo ter sido tudo um pesadelo. E se você tentar tocar no assunto novamente, eles não deixarão. Se fecharão para o assunto, e para você. Para contar a eles, é importante tambem perguntar a você mesma se é verdade o que vai contar. Tem certeza? Se você não está pronto para responder essa pergunta a si mesmo, então não conte, porque ela será uma das primeiras que vai ouvir. Se você está passando por um período de depressão, culpa, ainda tá na ilusão de que é pecado, que vai ser condenado, lançado no inferno e blá blá blá, tambem é um sinal claro de que ainda não é a hora.

Você tem um apoio? Tem estrutura? Está preparada? Saiba que muitos pais agem de uma forma tão áspera que tomam decisões radicais contra seus filhos. Eles podem agir de maneira inconsequente e até mesmo te expulsar de casa. Se isso acontecer, você tem para onde ir? Tem como se sustentar?

Alguns pais usam isso ridiculamente como uma arma, uma carta na manga, para manter os filhos dependentes,na falsa ilusão de que assim mudarão sua orientação, porque dependem deles pra tudo. Assim, na cabeça deles, você desistirá, e ficará em casa. Você sabe o que seus pais pensam sobre os homossexuais?

Tem algum na familia? Como está o clima na sua familia por causa disso? Se já tiver algum caso, e eles encararem como um "problema", certamente nem darão atenção para o mais recente.(No caso, o seu.)

Você é paciente? Sabe esperar? Porque o processo de aceitação, de assimilação, pode durar bastante tempo, e para ser direta, pode durar alguns anos!

Afinal, porque você quer contar? Porque você os ama, e precisa deles? Quer que eles conheçam tudo sobre a sua vida, que sejam seus amigos e saibam através de você mesma? Se a resposta foi sim, isso é um grande ponto a favor, e vale lembrar que você deve se esforçar para mostrar a eles que está contando isso, não na intenção de magoá-los ou afrontá-los, mas sim, porque você quer dividir um outro lado da sua vida com eles.

Saiba o momento propício de contar, nunca, em hipótese alguma, conte durante brigas ou discussões, ou em momentos que se sentir excluida da atenção deles, pois isso só vai demonstrar carência e imaturidade. Vai parecer que você fez para chamar a atenção, para ser o centro de todas as atenções da familia, o que não é verdade. Já ouviu a expressão "afofar o terreno" ? É antiga, eu sei. Mas que tal dar um livro de presente a eles? Um livro que fale exatamente sobre o convívio de pais com filhos homossexuais?

Um livro como, "Agora que você já sabe". Na internet tambem existem muitos textos sobre isso, que tal enviar por email? Imprimir e dar a eles como quem não quer nada? Para que eles comecem a se colocar no lugar daqueles pais, admirem pais que lutam contra o preconceito que cerca seus filhos homossexuais. Isso pode ajudar muito.

Se a sua relação com seus pais é saudável, vocês sempre compartilham sentimentos, momentos em familia, e sempre jogam aberto, há uma grande chance deles aceitarem com facilidade sua homossexualidade.

Se eles tem uma visão moralista para assuntos sociais, ainda que não os sigam sempre, você pode prever dificuldades nessa aceitação.
 
Continua na próxima semana...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 comentários:

Lady's disse...

Oi tudo bem?
estou passando aqui para divulgar o novo quadro do Para Ladys, o Falando com Gabi na segunda do sexo oral, o sexo falado de uma forma diferenciada.
espere que goste desse novo quadro, e estamos abertos para críticas e elogios é claro eheheeh
bjos

Afrodite disse...

Achei bem real o que vc postou.É pra qq pai e mãe uma surpresa descobrir que a orientação do filho/a não é a que imaginaram.
Mas com amor e paciência tudo se resolve!
Como vc bem descreveu se pro próprio envolvido é difícil aceitar,que dirá os pais!Só mesmo o tempo pra resolver tudo.
Adorei o post!
Beijos
Afrodite

Jess M. disse...

Afrodite: É realmente uma barra! Passei e passo por isso, mas de forma mais leve que algumas pessoas que conheço, e minha namorada é um grande exemplo disso.
A aceitação vem de formas diferentes, cada pai/mãe aceita de um jeito.
Paciencia!
Beijos.

Aline disse...

É dificil demais, tenho acompanhado sua coluna aqui e isso tem me encorajado mais a contar, mas confesso q ainda tenho tanto medo Jess! não sou asumida sabe?
é dificil demais dizer pra minha familia.. não sei muito o q fazer.
mas de qualquer forma sua coluna tem sido um porto seguro pra minha vida nesse momento.

obrigado por tudo! beijos

Gleicev Vitoria disse...

A idéia de presentear com um livro, ou texto sobre o tema é muito !
Tenho certeza que vem ajudando muitas essoas, com seus textos. Parabéns!

Jess M. disse...

Gleicev Vitoria:
A idéia é preparar td antes de jogar a bomba né? RSRS..
Foi uma das coisas que fiz, e acredito muito que dê certo, não vai impedir o drama que vai viver, claro, mas quebra um pouquinho de umas ideias erradas que alguns tem, por pura falta de informação.
Obrigada linda!

Postar um comentário

 
Powered by Blogger